sábado, 2 de fevereiro de 2008

Certeza

Tem certeza? Com esta e outras expressões conhecidas demonstramos como somos limitados, e por isso mesmo surpreendidos a cada instante por boas ou más notícias. Se alguém nos traz uma bênção inesperada, reagimos com um "não diga", embora queiramos, sim, ouvir. Se a notícia é desagradável, nossa reação pode ser "você está brincando", mesmo que percebamos a gravidade da hora e saibamos que ninguém brinca com assuntos sérios.

Mas os fatos chegam em alta velocidade, ultrapassando o ritmo das nossas emoções. Só depois de passarmos um tempo, para uns mais, para outros menos, é que conseguimos raciocinar corretamente.

Na questão da salvação eterna o espanto é ainda maior. Se perguntarmos a alguém sobre a certeza do céu, dirá que isso é impossível, que ninguém pode falar assim, e se apressará a contar tudo o que tem feito de bom para impressionar a Deus.

É justamente aí que entra a Boa Nova de Jesus Cristo. Como todos pecamos, nenhuma pessoa pode ter certeza por si mesma. Seria arrogância. A única certeza que temos é que merecemos o castigo. A Boa Nova, no entanto, é que Jesus deixou seu lar na glória para nascer e viver entre nós, levando consigo toda a nossa culpa (Isaías 53). Boa Nova é o nome bem apropriado, porque não há outra igual.

Os discípulos de Jesus estão conscientes desta grande mensagem. Experimentaram a nova vida em Cristo, escrevem com autoridade. E ainda explicam a questão das boas obras, da perseverança, dos limites da tentação, do alívio da condenação, da liberdade que temos em Cristo, da possibilidade de pecarmos mas com a diferença de que temos um Advogado. Notícia extraordinária!

Quanto mais percorremos as páginas da Bíblia, mais notamos a sabedoria, a justiça e o amor de Deus. Antes vivíamos debaixo da dúvida, querendo crer mas temendo sofrer nova decepção. Agora, em Cristo, somos feitos novas criaturas. Trata-se de uma nova vida, que começa aqui e se estende pela eternidade. Com certeza!

Nenhum comentário: