terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Ano novo?

Pense em uma vida sem cronologia, sem segmentação em etapas.

Pense em como seria a vida se os anos não tivessem início e fim. Se o tempo fosse contado apenas como trabalho e pausa, como na música. E que após cada etapa de trabalho/pausa você iniciasse uma nova atividade, uma nova música, a ser treinada, aprendida e apresentada.

Pense em dias como momentos dedicados a aprimorar os trabalhos, a aprender mais, a afinar seus instrumentos e obter um resultado. Não. Não pense em recompensas, pense em resultados. As recompensas só virão se você tiver resultados.

Dessa forma, pensando assim, poderíamos ter músicas mais curtas e mais extensas, mais melancólicas e mais ritmadas, mais silenciosas ou mais barulhentas, tornando nossa vida mais interessante.

Saindo da prisão do tempo, talvez tenhamos mais alegrias, pois cada nova etapa será uma nova música de vida, com todo o seu labor e prazer.

Se pensarmos assim, não teremos porque diminuir o ritmo ao final de cada ano, apenas olharemos uns para os outros e desejaremos, de vez em quando: Feliz desafio novo!

Nenhum comentário: